11

outubro

Os Desafios da Nova Consciência

Maiana Lena

Pouco a pouco você estará conectando com fragmentos de memórias de vidas com as quais você está interagindo a nível interdimensional. É normal que estas lembranças ocorram em um primeiro momento com relação aos seus níveis inferiores caso a sua frequência esteja ligada mais a estas dimensões ou por uma necessidade de reequilibrar frequências destes fragmentos dentro do contexto onde se encontram

Os registros serão percebidos a nível de consciência onde você começará a sentir o que não sentia antes com relação a você, as pessoas ao seu redor e ao mundo em geral.  Estas lembranças podem atuar como flashes de memórias mesmo não compreendidas em um primeiro momento. Normalmente estes flashes vem de uma forma inesperada e se vão da mesma forma. Estas lembranças podem vir também através de sonhos onde você vive a intemporalidade de quem você é com toda a expansão que seu espírito possa alcançar dentro do seu nível astral. Estes sonhos não são comuns e não podem ser considerados ilusões mentais, nem mesmo fantasias porque você sente o seu ser interagindo conscientemente com eles. Estas memórias são cenas do que você está vivendo paralelamente e que desejam mostrar a você o que está correlacionado ao seu momento atual a nível paralelo e o que você precisa trabalhar/compreender de uma forma diferente para que se liberte e siga adiante.

No momento serão isso, fragmentos, coisas desconexas, episódios surrealistas, quase sem sentido; na grande maioria das vezes nós não saberemos como interpretá-los e o que essas memórias significam para nós. Mas, saberemos que algo nunca antes vivenciado neste plano está acontecendo e que você não será o mesmo depois disso.

Nós poderemos ter dúvidas de porquê aquelas memórias precisamente, e não outras, estarão sendo trazidas a consciência naquele momento. Dúvidas e mais dúvidas poderão surgir diante dessas peças de nossa própria existência, que pensávamos terem sido esquecidas ou que nunca pensamos estar ali. Mas, logo perceberemos que sempre que estes flashes acontecerem algo novo deve ser trabalhado. Algo diferente deveremos rever ali para que a nossa missão seja cumprida.

Estas memórias devem voltar para lembrar-nos que não somos quem somos e que em outras realidades somos outros, e que essas memórias voltarão para  nos mostrar e nos dizer que ainda estão à espera, não desapareceram, que o tempo inexiste e que a nossa memória não foi consumida e que o momento para acabar com estes ciclos repetitivos para sempre é agora.

Todos esses sonhos, essas fantasias, são realidades que você está vivendo em outro espaço dimensional e você sentirá isso percebendo que não é um sonho, fantasia ou tolice. Você sentirá o frio, sentirá o vento, a chuva, o cheiro … será real.

Logo, em um caminho bem próximo e se nada o remediar, começaremos a nos lembrar espontaneamente; o véu continuará a rasgar e a memória nos alcançará.

Primeiro, será tímido, fragmentos desconectados, sem sentido. Pouco a pouco esses fragmentos serão mais extensos, mais longos e serão gravados em nossa memória novamente.

Primeiro, talvez, você verá as vidas em realidades ligadas a terceira dimensão tendo em vista que estes fragmentos estão diretamente correlacionados a sua vida atual aqui/agora, depois em realidades ligadas as primeiras dimensões onde você está inconsciente de quem você é e a sobrevivência é o ponto chave. Após, dependendo do grau de consciência alcançado você poderá então se conectar com os seus fragmentos em dimensões superiores onde o ajudarão a trabalhar a sua cura o aproximando da luz de quem você realmente é.

Pouco a pouco iremos reconhecendo os rostos, os lugares, pouco a pouco vamos nos lembrar de nossos atos, vamos perceber quem, onde, como e por quê. Todas essas vidas e todas as mortes correspondentes a todos as realidades onde estamos interagindo.

Quando matamos e quando eles nos mataram, aqueles que o fizeram, tudo virá sem permissão, tudo virá para ficar e revelará quem somos.

Este despertar será um desafio, o maior que a nossa consciência poderá enfrentar, porque reconheceremos em nosso ambiente atual, que todos aqueles personagens que no paralelo nos amam ou nos odeiam, são nesta realidade, nossos parceiros, nossos irmãos, nosso filho, nosso pai, nossa mãe.

Como ao longo destas ações, eles trocam papéis, como eles gostam de você, também  tudo o que você odeia, como aqueles envolvidos em sua realidade atual, são seus inimigos, seus carrascos e seus assassinos, como todas aquelas pessoas que você ama hoje, que você aprecia, no paralelo eles são odiados.

Como aqueles que você está causando muito dano no paralelo, eles fazem isso para você hoje na aqui/agora ou como as vidas que você extinguindo com suas mãos, hoje sustentam o seu ser.

Essas memórias vão acender momentos de horror, ódio, vingança, amor e compaixão. Um autêntico tornado de emoções que nos sobrecarregará e nos deixará tocados por algum tempo; será algo com o qual teremos que aprender a viver.

O desafio real para a sua consciência virá quando você se ver na vicissitude de continuar a odiar, vingar e retribuir o que você está fazendo em outras realidades aquelas pessoas que hoje participam da sua realidade e da sua vida.

Dar continuidade ou perdoar, essa será a encruzilhada …

Apele àquilo que o torna humano e perdoa de coração, todo aquele dano que foi deixado para trás e que a memória de sua alma resgatou, para mostrar a você quem você realmente é.

Esse perdão será a peça chave em nossa elevação consciencial, quando formos capazes de lembrar de tudo e ter ao nosso alcance a possibilidade de equilibrar nosso equilíbrio por nossas ações, ou apelar para nosso amor e perdoar do coração.

Tudo o que ainda ressentirmos, guardarmos, sofrermos ficará preso na roda de samsara dando continuidade a manipulação da matriz tridimensional.

Entenda que tudo é o resultado de uma manipulação, de que não somos culpados e não estamos a culpar ninguém, somos todos inocentes e não devemos mais alimentar a barbárie, a ilegalidade e a desumanidade que nunca devemos abraçar.

A nossa realidade não será mais tempo de sangue, não será hora de ideais vazios ou divindades famintos por doutrinaTudo isso será finalmente colocado para trás do véu do esquecimento, para nunca mais ser resgatado.

Logo essas memórias virão até você, elas virão, quer você queira ou não …

Talvez você já tenha começado a lembrar, mas não deu importância, porque acha que são apenas sonhos, sonhos estranhos, muito reais, mas sonhos.

Não deixe que a sensação de normalidade impeça que você saiba quem você é, que o sistema diz ser correto e apropriado, não o impeça de chegar ao fundo da questão.

Saiba quem é seu verdadeiro eu …

Maiana lena, consciência unificada na missão de servir a luz!

Maiana Lena

Eu Sou Maiana Lena e manifesto-me a partir dos raios de amor e sabedoria para, neste momento, saudar cada um e trazer-lhes as bênçãos de celebração, independência, iniciação e felicidades. Saudações, Amados.

Artigos Relacionados